Museu de Arte de Joinville é atrativo especial para as férias de julho

0
36
Exposição MAJ

As exposições, a beleza do jardim e os amplos espaços externos, são atrativos que tornam o Museu de Arte de Joinville (MAJ) um dos programas obrigatórios para curtir nas férias de julho.

Durante todo o mês, a programação cultural está efervescente, com três diferentes exposições. Nos dois galpões anexos ao museu, na Cidadela Cultural Antarctica, o público pode conferir, “Máquinas do Abismo”, do artista visual, Rogério Negrão; e “Jogo do Mico”, da também artista visual, Cynthia Werner.

Composta por colagens, digitais impressas, videoarte, instalação sonora e instalação de objetos, Máquinas do Abismo foi concebida em torno da construção de máquinas imaginárias, descritas a partir de desenhos e patentes do início da Revolução Industrial.

Em Jogo do Mico, montagens feitas a partir de aquarelas com imagens de animais, referenciam o jogo de cartas que foi muito popular nos anos de 1980 e que é nome-título da mostra.

Na casa sede do MAJ, o destaque é a exposição Schwanke – Circuito Expositivo. A mostra é inédita em Joinville e conta com cerca de quarenta peças que retratam a obra híbrida do artista joinvilense, com trabalhos que transitam em diversas linguagens. A exposição reúne desenhos, pinturas, esculturas, colagens e instalações distribuídas na área interna e nos jardins do museu.

Melhorias no MAJ

Além de ser um presente ao público, a exposição de Schwanke trouxe, também, melhorias para o Museu de Arte de Joinville.

A produção executiva da exposição, em parceria com empresas e profissionais locais, viabilizaram iniciativas como readequação no projeto paisagístico, com realocação de plantas, plantio de flores, plameiras e de plantas em torno do lago.

Para mais comodidade do público, novos bancos foram instalados no jardim e, em algumas áreas, foi colocada brita para evitar a formação de barro.

O cuidado com o meio ambiente também foi priorizado. Além da substituição e colocação de novas lixeiras, placas informativas serão instaladas no jardim, com orientações sobre descarte de lixo, cuidado com animais de estimação e com a vegetação do local.

De acordo com a especialista cultural e educadora do MAJ, Alcione Ristau, a riqueza das exposições e o espaço do museu, vêm atraindo grande quantidade de visitantes, especialmente turistas e grupos escolares.

“Estamos reunindo obras primorosas, de artistas joinvilenses reconhecidos nacionalmente, como Schwanke. E nós, dos museus, temos o papel de promover discussões sobre a arte e as diferentes visões dos artistas”, comenta Alcione.

As exposições Schwanke – Circuito Expositivo, Máquinas do Abismo e Jogo do Mico, têm apoio da Prefeitura de Joinville, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento à Cultura – Simdec.

O Museu de Arte de Joinville – MAJ (Rua XV de Novembro, 1400 – América), abre de terça-feira a domingo, das 10 às 16 horas. A entrada é gratuita.